ATENDIMENTO (11) 26261594

A Importância do Bom Relacionamento entre Fornecedores e Construtoras

Postado em Gestão ,     em público maio 27, 2015

Vista como função estratégica, e não apenas operacional, a implementação de uma política de seleção e qualificação de fornecedores, ajuda a aumentar a eficiência da construtora.

O entendimento da importância desta política deve ultrapassar também os limites da própria empresa. Todos devem ser envolvidos, desde o escritório (setor de suprimentos) até o canteiro de obras (almoxarife, mestre e engenheiro), além dos próprios fornecedores. Todos devem ser esclarecidos sobre a implantação do processo. O primeiro passo é definir etapas, responsáveis, indicadores de acompanhamento e respectivos tempos de coleta de dados. E também as formas de pesquisa a serem utilizadas para escolher os parceiros fornecedores na implantação da política, como visitas e contatos com empresas de referência na área, consultoria ou leitura especializada. É importante que os responsáveis pela nova estratégia deleguem responsabilidade para os diretores e gerentes se capacitarem em novas formas administrativas e produzirem diretrizes e ferramentas de planejamento de curto, médio ou longo prazo, que sejam realmente exeqüíveis e práticas. Para isso a empresa deve reservar um investimento para esse processo.

A política de seleção, qualificação e desenvolvimento de fornecedores deve ser feita de forma programada e gradual, seja na empresa ou na obra. No começo devem-se privilegiar fornecedores de serviços mais relevantes, com grande representatividade no custo, ou fornecedores de materiais mais críticos, com pouca disponibilidade no mercado. Também é interessante buscar fornecedores que tenham capacidade administrativa para a interação ou parceria, ou então desenvolver estratégias de capacitação gerencial e técnica para fornecedores mais importantes. A indústria, de um modo geral, trabalha com a política de “desenvolvimento dos fornecedores” identificados como estratégicos. Não há como interagir, num primeiro momento, com todos os fornecedores de uma obra ou de uma empresa.

Os pilares dessa estratégia passam pela definição de prioridades e responsabilidades dos envolvidos, alocação de recursos financeiros e humanos, discussão de critérios para seleção e qualificação nos aspectos técnicos, comerciais, gerenciais e econômicos, criação de banco de dados e cadastro de fornecedores, e formas de capacitação e desenvolvimento de fornecedores. Além disso, tudo o que é planejado deve ser controlado e é necessário criar formas de avaliação do processo que agreguem valor e compromisso com as metas fixadas bem como tragam a informação com qualidade, rastreabilidade, confiabilidade. Assim, outro aspecto importante é estabelecer canais de comunicação que garantam as qualidades necessárias de um eficiente sistema de informação que subsidiará o sistema de decisão da empresa. As pessoas envolvidas nos processos devem participar ativamente do ciclo de implantação da estratégia, apontando falhas e acertos.

Para tornar a área de suprimentos das construtoras mais competente e produtiva, os procedimentos existentes devem ser diagnosticados corretamente. Para isso, é preciso estudar e registrar o fluxo de informações e decisões dentro da empresa e, se necessário, formalizar ou alterar o organograma da construtora. A agilidade e confiabilidade de comunicação com outros setores são fundamentais – obra, projeto, comercial, administrativo, financeiro e contábil. Em muitos casos, há necessidade ainda de uma reorganização dos procedimentos e implantação de novas orientações operacionais. Como são muitos os materiais que uma construtora precisa comprar, não há como dar o mesmo nível de atenção para todas as aquisições. Assim, é indicado criar um sistema de classificação interno dos insumos – críticos, necessários ou de pouca importância. Para cada um deles, pode-se buscar uma estratégia diferente de relacionamento com o fornecedor. Entre elas, a parceria e o comprometimento para aquisições de longo prazo. No processo de negociação das aquisições, o “saber negociar” é importante e oferece um grande retorno para a empresa. Isto não significa que a negociação precisa ser “predatória”, pois é importante instituir um processo onde todos ganhem. Assim, é também necessário treinar os profissionais do setor, e como em toda a empresa, todos precisam ser motivados a trabalhar “vestindo a camisa”. Também devem ser verificadas as possibilidades de introdução de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no processo administrativo, desde ferramentas simples de comunicação até a implantação de sistemas Enterprise Resource Planning (ERP) e comércio eletrônico (e-commerce).

As qualificações do profissional de suprimentos incluem experiência em obras, conhecimento das dificuldades inerentes da administração do canteiro, capacidade de interagir com sistemas informatizados, registro adequado das informações, facilidade de comunicação e postura ética. Também há necessidade de construção de ferramentas específicas para facilitar a gestão deste setor, que ajudem na tomada de decisões, tais como cronogramas de consumo de materiais, cronogramas de entregas em obras, cronogramas de contratação de subempreiteiros etc.. A formação pode ser de nível técnico, tecnológico ou graduação em construção civil (engenheiro civil ou arquiteto). É importante a especialização na área de administração ou formação em pós-graduação.

Entre as principais medidas práticas para aperfeiçoar a equipe de suprimentos, estão a capacitação em cursos de administração de empresas, treinamento em novas ferramentas de TIC, instalação de infra-estrutura necessária (microcomputadores com acessórios modernos de TIC, rede de Internet eficiente, programas eletrônicos, sistema de gerenciamento), além de desenvolvimento de capacidades de negociação e de técnicas de planejamento. Deve-se desenvolver ainda a cultura do respeito mútuo e da lisura, onde todos possam ganhar com a seleção do fornecedor mais adequado.

Assim, os ganhos para as construtoras que investem na implantação da qualificação e treinamento de fornecedores e capacitação da equipe de suprimentos, além dos retornos financeiros diretos, com preços mais justos, atualizados e com real valor agregado, temos, também, com o uso de TIC, a possibilidade de redução de equipe no setor. Na atualidade do setor da construção civil isto se torna uma estratégia bastante interessante de ser implantada. Com a alimentação do cadastro dos fornecedores, podem-se ter, a qualquer momento, informações sobre o desempenho de um fornecedor específico. Isso implica na implantação de medidas para a redução das falhas gerenciais como, por exemplo: definição real de prazos, condições de racionalização da entrega, aquisição de insumos de qualidade, definição da quantidade conforme lote econômico, transporte e armazenamento de forma correta, o que garante um melhor desempenho dos materiais e componentes ao longo da obra e de seu ciclo de vida.

Termos e Condições
Contrato de Prestação de Serviços pela AEA Educação Continuada Data-Limite 1. As inscrições para os cursos se encerram 7 dias antes do início das aulas. Excepcionalmente, desde que existam vagas disponíveis, serão aceitas inscrições após a data limite. 2. A data-limite não garante a disponibilidade de vagas. Por isso, recomendamos a efetivação da inscrição/pagamento com antecedência.   Política de Descontos da AEA Educação Continuada 3. A AEA Educação Continuada oferece descontos às seguintes categorias, comprovada a condição mediante apresentação do documento competente, conforme o caso: (i) Grupos de profissionais (3 ou mais inscritos): 10% (ii) Estudantes de graduação e professores: 15%, não sendo aplicado à pós-graduação. (iii) Desconto para pacote de cursos: 10% para inscrições em 2(dois) cursos; 15% para inscrições em 3(três) cursos; 20% para inscrições em 4(quatro) ou mais cursos; 4. Os descontos mencionados nos itens (i, ii, iii) não são cumulativos e se aplicam ao pagamento à vista ou parcelados. Em todas as situações, prevalece o maior desconto.   Desconto especial por antecipação de inscrição  5. Inscrições pagas até 45 dias antes da data de início do curso receberão desconto de 10%, cumulativo em relação ao eventual desconto aplicado com base na “Política de Descontos da Academia” (itens 3 e 4 acima).   Reagendamentos 6. Os cursos da AEA Educação Continuada são ministrados a turmas abertas, formadas por adesão dos interessados. Por isso, a realização do curso depende da inscrição de um número mínimo de participantes, Na hipótese de quorum insuficiente, impossibilidade de comparecimento do professor ou outros imprevistos, a AEA Educação Continuada reagendará o curso, para a data mais próxima possível, a fim de preservar o melhor interesse de todos. 7. Excepcionalmente, a AEA Educação Continuada poderá substituir o professor inicialmente contratado por outro profissional, igualmente qualificado, a fim de preservar o melhor interesse de todos e contornar imprevistos ou conflitos de agenda. 8. Em caso de reagendamento, a AEA Educação Continuada avisará todos os inscritos, por e-mail, informando a nova data, razão pela qual o participante deve manter seu cadastro atualizado, informando o e-mail de contato que acesse com mais freqüência. O inscrito será automaticamente realocado na nova turma do curso de interesse, podendo solicitar a transferência da inscrição para outro curso ou a devolução dos valores pagos. Por isso, recomendamos atenção aos comunicados eletrônicos da AEA Educação Continuada no período que antecede a data prevista para a realização do curso. Especialmente em caso de viagens, antes de se deslocar, solicitamos entrar em contato com a AEA Educação Continuada, a fim de confirmar as informações sobre data e local do curso, evitando transtornos.   Cancelamentos 9. As inscrições poderão ser canceladas, com a devolução dos valores pagos, a pedido do interessado até 10 dias corridos antes do início do curso. 10. No caso de inscrições canceladas, a pedido do interessado, com prazo inferior a 10 dias corridos antes do início do curso, não haverá devolução do valor pago, e o inscrito poderá transferir integralmente o seu crédito para outra turma interesse, pagando eventual diferença, se houver. No caso de não comparecimento no curso (no show), ou de comunicação de não comparecimento, e prazo inferior a 2 dias antes da data de início do curso, por qualquer motivo, 80% do valor total da inscrição (e não da parcela paga, em caso de pagamento parcelado) poderá ser transferido para outro curso oferecido pela AEA Educação Continuada, mas não haverá devolução de valores pagos. Os 20% restantes serão retidos como multa tendo em vista os custos antecipadamente despendidos para possibilitar a participação do inscrito. 11. Destacamos que em caso de inobservância dos comunicados da AEA Educação Continuada (especialmente nos termos do item 8 acima) não haverá reembolso de nenhuma espécie de despesas, incluindo, mas não se limitando a, passagem aérea e rodoviária, combustível, pedágio, locação de veículos, hospedagem, alimentação e outras.   Devolução de valores 12. Nas hipóteses de devolução de valores, o depósito do valor será realizado em 10 dias úteis, contados do envio do comprovante de pagamento e dos dados bancários do favorecido (agência, conta bancária, nome do titular da conta e CPF/CNPJ). 13. Será devolvido apenas o valor principal das parcelas pagas, deduzidas as despesas havidas com a operadora do cartão de crédito, emissão ou reemissão de boletos e tarifas bancárias. 14. Caso seja solicitada a reemissão de boletos, o valor das tarifas bancárias serão incluídos no valor do novo título.   Mora e inadimplemento 15. Os boletos emitidos para os cursos realizados, com data de pagamento posterior ao encerramento do evento, e não pagos até a data do seu vencimento, estarão sujeitos a multa de 2%, juros e correção monetária de 5% ao mês, e após 3 (três) dias serão automaticamente encaminhados ao cartório de protesto de título. 16. O aluno que, por qualquer motivo, cancelar a sua inscrição fora do prazo mencionado no item 9 ou deixar de comparecer ao curso, não se sujeita ao acima mencionado, mas permanece adstrito ao sistema de transferência de crédito descrito nos itens 8 e 10. 17. Caso a AEA Educação Continuada tenha que realizar a cobrança de quaisquer valores devidos em decorrência deste Contrato, a mesma poderá cobrar o reembolso de todas as despesas incorridas por conta de cobrança, judicial ou extrajudicial, de tais valores, incluindo custos de postagem de carta de cobrança, cobrança telefônica e despesas cartorárias.

AEA Cursos Ltda. São Paulo,