ATENDIMENTO (11) 26261594

BIM, Uma Mudança de Paradigma no Processo de Projeto

Postado em Real Estate ,     Escrito por Prof. M.Eng. Leonardo Manzione    em público maio 27, 2015

O BIM (Building Information Modelling) é a ferramenta que promoverá essa transformação, pois requer atitudes colaborativas e multidisciplinares, em que o projeto passa a ser desenvolvido em equipe, de maneira simultânea. O BIM permite que os projetistas trabalhem em um modelo central tridimensional e paramétrico. Essa forma é bem diferente da convencional, em 2D.

Leonardo Manzione, engenheiro especialista em BIM, doutorando pela Escola Politécnica da USP (Departamento de Construção Civil), e diretor executivo da Coordenar, empresa de consultoria empresarial, gestão e coordenação de projetos, fala como isso irá acontecer no Brasil. Para ele, o BIM deverá mudar o modo atual de trabalhar, gerando um modelo colaborativo e evitando a fragmentação do processo de projeto que resulta em perda de produtividade.

AEA – Por que implantar o BIM nas empresas de engenharia e arquitetura?

Leonardo Manzione – O BIM deverá aumentar a produtividade das empresas de projeto, já que atualmente a multiplicidade de agentes e a fragmentação do processo de projeto resultam em elevadas perdas. Além disso, a ausência de metodologias estruturadas de gestão, o desenvolvimento dissociado entre métodos de gestão e ferramentas de TI, além da natureza cíclica do projeto, interativo e baseado em informações, dificulta a estruturação e o entendimento do processo de trabalho. No Brasil, um dos erros é implantar o BIM com o mesmo processo de projeto convencional, arcaico e ineficiente.

AEA – Quais são as principais deficiências no sistema de gestão de projeto?

Leonardo – Além de sofrer de excesso de centralização, há muita Informalidade no processo de projeto e um baixo intercâmbio entre a equipe de profissionais. O controle do processo é reativo e falho no curto prazo, e geralmente carece de planejamento integrado. Hoje, os modelos de processo de projeto são seqüenciais e baseados na entrega de grandes pacotes de informação, e a gestão fica focada apenas no controle de contratos. Há ainda um mau uso da TI, com sistemas geram sobrecarga de informações desestruturadas e extranets reproduzem os modelos manuais de trabalho, não automatizam rotinas, não auxiliam no planejamento e na estruturação do processo. Ferramentas atuais são de workgroup e não de workflow e é  necessário evoluir de cooperação para colaboração e rotinas de verificação de projeto lentas e sem uso da TI, entre outras.

AEA – Como é o modelo colaborativo de gestão do processo de projeto com o uso do BIM?

Leonardo – Em minha tese de doutorado estou tratando desse modelo de gestão e colaboração. Isso pressupõe que sejam definidos indicadores para o ambiente BIM e o seu método de cálculo, além de interface para leitura automática desses indicadores no Bimserver. Com isso, também é necessário planejar o processo do projeto com o uso da BPMN, DSM e IDM e definir um projeto piloto para ser acompanhado. Será preciso fazer um levantamento d as trocas de informação necessárias e seu conteúdo, além de acompanhar os resultados a partir da leitura dos índices, e do próprio modelo, e comparar com o que foi planejado, identificando os desvios. É fundamental ainda elaborar um estudo de caso da situação inicial das empresas envolvidas e do grau de implementação do BIM em seus processos, levantar os resultados obtidos e extrair as conclusões.

AEA – Tudo isso colabora para a implementação de uma metodologia de gestão?

Leonardo – Sim, pois é preciso estabelecer quais informações deverão ser trocadas entre os diferentes agentes (exchange requirements). Sabemos que o projeto arquitetônico necessita de informações da estrutura, além dos projetos de instalações, vedação e assim por diante. Se isso não ficar definido desde o início, corre-se o risco acontecerem erros de projeto. Ou seja, o potencial do BIM tem como base o trabalho colaborativo.

AEA – O BIM deverá mudar a forma de se trabalhar no projeto de um empreendimento?

Leonardo – Sim, pois processo de trabalho e gestão não mais será composto das fases de estudo

preliminar, anteprojeto, pré-executivo, executivo e detalhamento. Ficarão apenas três fases: viabilidade, concepção do modelo e desenvolvimento do projeto final. Como o BIM é uma plataforma que exige troca de informação simultânea, os projetistas terão de compartilhar todos os dados, pois precisarão buscar a melhor solução de projeto, trazendo resultados mais elaborados para o empreendimento como um todo. Hoje, cada um faz o seu projeto, sem enxergar o todo. O BIM faz com que todos trabalhem com um objetivo único. Assim, também os modelos de contrato serão diferentes, a fim de refletir essa metodologia de trabalho compartilhado.

sobre o autor
Prof. M.Eng. Leonardo Manzione
Mestre e Doutorando em Engenharia Civil pela Poli-USP. Suas pesquisas se concentram na área da Gestão do Processo de Projetos. Professor do curso de MBA em Gerenciamento de Empreendimentos na Universidade Mackenzie. Consultor de empresas nas áreas de Gerenciamento de Obras e Coordenação de Projetos. Tem 30 anos de experiência na Construção Civil com destaque nas áreas técnicas de Planejamento, Coordenação de Projetos, Gerenciamento e Suprimentos tendo trabalhado em conceituadas empresas ocupando diversos cargos de Direção e Gerência Técnica
Termos e Condições
Contrato de Prestação de Serviços pela AEA Educação Continuada Data-Limite 1. As inscrições para os cursos se encerram 7 dias antes do início das aulas. Excepcionalmente, desde que existam vagas disponíveis, serão aceitas inscrições após a data limite. 2. A data-limite não garante a disponibilidade de vagas. Por isso, recomendamos a efetivação da inscrição/pagamento com antecedência.   Política de Descontos da AEA Educação Continuada 3. A AEA Educação Continuada oferece descontos às seguintes categorias, comprovada a condição mediante apresentação do documento competente, conforme o caso: (i) Grupos de profissionais (3 ou mais inscritos): 10% (ii) Estudantes de graduação e professores: 15%, não sendo aplicado à pós-graduação. (iii) Desconto para pacote de cursos: 10% para inscrições em 2(dois) cursos; 15% para inscrições em 3(três) cursos; 20% para inscrições em 4(quatro) ou mais cursos; 4. Os descontos mencionados nos itens (i, ii, iii) não são cumulativos e se aplicam ao pagamento à vista ou parcelados. Em todas as situações, prevalece o maior desconto.   Desconto especial por antecipação de inscrição  5. Inscrições pagas até 45 dias antes da data de início do curso receberão desconto de 10%, cumulativo em relação ao eventual desconto aplicado com base na “Política de Descontos da Academia” (itens 3 e 4 acima).   Reagendamentos 6. Os cursos da AEA Educação Continuada são ministrados a turmas abertas, formadas por adesão dos interessados. Por isso, a realização do curso depende da inscrição de um número mínimo de participantes, Na hipótese de quorum insuficiente, impossibilidade de comparecimento do professor ou outros imprevistos, a AEA Educação Continuada reagendará o curso, para a data mais próxima possível, a fim de preservar o melhor interesse de todos. 7. Excepcionalmente, a AEA Educação Continuada poderá substituir o professor inicialmente contratado por outro profissional, igualmente qualificado, a fim de preservar o melhor interesse de todos e contornar imprevistos ou conflitos de agenda. 8. Em caso de reagendamento, a AEA Educação Continuada avisará todos os inscritos, por e-mail, informando a nova data, razão pela qual o participante deve manter seu cadastro atualizado, informando o e-mail de contato que acesse com mais freqüência. O inscrito será automaticamente realocado na nova turma do curso de interesse, podendo solicitar a transferência da inscrição para outro curso ou a devolução dos valores pagos. Por isso, recomendamos atenção aos comunicados eletrônicos da AEA Educação Continuada no período que antecede a data prevista para a realização do curso. Especialmente em caso de viagens, antes de se deslocar, solicitamos entrar em contato com a AEA Educação Continuada, a fim de confirmar as informações sobre data e local do curso, evitando transtornos.   Cancelamentos 9. As inscrições poderão ser canceladas, com a devolução dos valores pagos, a pedido do interessado até 10 dias corridos antes do início do curso. 10. No caso de inscrições canceladas, a pedido do interessado, com prazo inferior a 10 dias corridos antes do início do curso, não haverá devolução do valor pago, e o inscrito poderá transferir integralmente o seu crédito para outra turma interesse, pagando eventual diferença, se houver. No caso de não comparecimento no curso (no show), ou de comunicação de não comparecimento, e prazo inferior a 2 dias antes da data de início do curso, por qualquer motivo, 80% do valor total da inscrição (e não da parcela paga, em caso de pagamento parcelado) poderá ser transferido para outro curso oferecido pela AEA Educação Continuada, mas não haverá devolução de valores pagos. Os 20% restantes serão retidos como multa tendo em vista os custos antecipadamente despendidos para possibilitar a participação do inscrito. 11. Destacamos que em caso de inobservância dos comunicados da AEA Educação Continuada (especialmente nos termos do item 8 acima) não haverá reembolso de nenhuma espécie de despesas, incluindo, mas não se limitando a, passagem aérea e rodoviária, combustível, pedágio, locação de veículos, hospedagem, alimentação e outras.   Devolução de valores 12. Nas hipóteses de devolução de valores, o depósito do valor será realizado em 10 dias úteis, contados do envio do comprovante de pagamento e dos dados bancários do favorecido (agência, conta bancária, nome do titular da conta e CPF/CNPJ). 13. Será devolvido apenas o valor principal das parcelas pagas, deduzidas as despesas havidas com a operadora do cartão de crédito, emissão ou reemissão de boletos e tarifas bancárias. 14. Caso seja solicitada a reemissão de boletos, o valor das tarifas bancárias serão incluídos no valor do novo título.   Mora e inadimplemento 15. Os boletos emitidos para os cursos realizados, com data de pagamento posterior ao encerramento do evento, e não pagos até a data do seu vencimento, estarão sujeitos a multa de 2%, juros e correção monetária de 5% ao mês, e após 3 (três) dias serão automaticamente encaminhados ao cartório de protesto de título. 16. O aluno que, por qualquer motivo, cancelar a sua inscrição fora do prazo mencionado no item 9 ou deixar de comparecer ao curso, não se sujeita ao acima mencionado, mas permanece adstrito ao sistema de transferência de crédito descrito nos itens 8 e 10. 17. Caso a AEA Educação Continuada tenha que realizar a cobrança de quaisquer valores devidos em decorrência deste Contrato, a mesma poderá cobrar o reembolso de todas as despesas incorridas por conta de cobrança, judicial ou extrajudicial, de tais valores, incluindo custos de postagem de carta de cobrança, cobrança telefônica e despesas cartorárias.

AEA Cursos Ltda. São Paulo,