fbpx

Nova NBR 9050 sobre acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos

Postado em Arquitetura , Postado em Construção ,     Escrito por Profa. Ma. Elisa Prado    em público agosto 24, 2020


Já está sabendo que a principal norma de acessibilidade teve nova revisão publicada? Desde 03/08/2020 vigora a edição de 2020 da ABNT NBR 9050, norma que trata de Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos.

Nesta data tivemos a publicação da Emenda 1, que trouxe alterações pontuais na NBR 9050/2015. Como resultado, passou a vigorar a edição de 2020, que equivale ao conjunto ABNT NBR 9050/2015 e Emenda 1, de 03.08.2020, e cancela e substitui a ABNT NBR 9050/2015.

Muitas questões surgem com essa nova publicação. O que mudou? Qual edição usar? Tenho direito de protocolo? Como acesso a nova norma? Qual o impacto no meu projeto/obra/atividade?

Acompanhar as mudanças de legislação não é simples. Como profissionais temos que estar atentos a muitas exigências para seguir com nossas atividades profissionais corretamente, de forma responsável e consciente.

Não está tão difícil entender o que mudou, se você já conhecia bem a norma 2015, pois a emenda 1 aponta somente as mudanças. Algumas são correções ortográficas, ou de construção da frase, para ficar mais claro o que o texto anterior trazia e evitar ambiguidades.

Outros pontos são mudanças realmente de exigências, como o de corrimãos que teve alterações na posição para medir a altura, a distinção de aplicação entre um degrau isolado, pequenos lances com dois degraus e escadas, ou escadas mais largas.

Este tipo de impacto pode ser grande, se falarmos de um local existente se precisar corrigir o corrimão, ou pode ser pequena, se estiver ainda em projeto e basta algum tempo dedicado para corrigir os desenhos já produzidos.

Um impacto positivo desta revisão foram algumas tolerâncias dimensionais, que podem ser aplicadas, por exemplo, nos corrimãos. O que pode significar não precisar mudar todo o corrimão da sua edificação se estiver dentro dessa margem de erro.

O profissional precisa entender o que mudou e avaliar o impacto nos seus projetos em andamento e discutir com o cliente os pontos que precisam ser revistos, enquanto há tempo.

Nas edificações existentes é importante avaliar também este impacto, para tomar as decisões e planejar as intervenções no momento correto.

De qualquer forma, a chave é estudar os novos parâmetros da NBR 9050/2020 e incorporá-la de vez em seu acervo de consulta diária. A NBR 9050/2015 e a emenda servirão apenas apara avaliar comparativamente, quando necessário.


Conheça o curso de Acessibilidade – Leis e Normas

O tema da acessibilidade sofre constante atualização e por ser um tema pertinente a qualquer profissional da área de construção civil é essencial se manter atualizado.

O Curso de Acessibilidade Aplicada – Leis e Normas tem como base o Desenho Universal e a acessibilidade, atualizando os participantes sobre a legislação pertinente, como o Decreto Federal nº 5.296/04, que trata da adequação dos espaços, a Lei Federal nº 13.146/15, Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, Decreto Federal nº 9.296/2018, Acessibilidade em Hotéis, Pousadas e similares, Decreto Federal nº 9404/2018, Acessibilidade em auditórios e plateias e Decreto Federal nº 9.451/2018, Acessibilidade em edificações multifamiliares e os parâmetros técnicos das normas de acessibilidade da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, em especial a ABNT NBR 9050/2015 e ABNT NM 313/2007 e ABNT NBR 16.537/2016.

Oportunidade de se atualizar e tirar dúvidas sobre a aplicação da acessibilidade em diversos tipos de uso.

Clique aqui para saber mais e realizar a sua inscrição

sobre o autor
Profa. Ma. Elisa Prado
Arquiteta e urbanista, pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, pós-graduada em Tecnologia de Edificações para Engenheiros e Arquitetos, pela POLI-USP e mestra pela FAU-USP com o tema "Acessibilidade nos bens culturais imóveis”. De 2007 a 2012 trabalhou com a Comissão Permanente de Acessibilidade da Prefeitura de São Paulo (SMPED/CPA) ministrando cursos sobre o tema, avaliando projetos de adequação à acessibilidade e realizando vistorias técnicas. Desde 2017 atua como representante do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) na CPA. Como especialista em acessibilidade seu objetivo é garantir a plena acessibilidade nos espaços edificados. Principais clientes: EZTEC, Tarjab Incorporador, Bueno Neto Engenharia, Tegra Incorporadora, Porte Engenharia, Adolpho Lindenberg, Atlantica Hotels, GJP Hotels, BRMalls, Cyrela, Rede D´Ór São Luiz, Odebrecht, Hochtief do Brasil. Obras de destaque: Museu da Língua Portuguesa, Aeroporto Internacional de Guarulhos, Arena Pernambuco para a Copa, Edifício comercial da BR Petrobrás, EZ Mark e Ez Tower, Shopping Tijuca, Mooca Plaza Shopping.