ATENDIMENTO(11) 26261594

Por que Conhecer e Dominar os Elementos do Design?

Postado em Design , Postado em Urbanismo ,     Escrito por Arq. Miriam Gurgel    em público junho 9, 2015

As soluções para alterarmos os espaços internos são inúmeras, diria, até, “infinitas”. Não importa quantas soluções já tenham sido estudadas, inventadas e criadas, sempre existirá mais uma potencialmente disponível para ser desenvolvida.

O que faria, então, com que optássemos por uma solução em vez de outra? Entra em jogo, mais uma vez, um fator “consciente” no processo criativo. Avaliar “o porquê” de um projeto é fundamental para escolha da solução mais correta e, consequentemente, a definição das prioridades a serem seguidas. Todo projeto necessita de um direcionamento preciso, de um “target” fixo, e razões plausíveis que vão além do “porque eu gosto” ou “porque eu quero”.

Se precisasse rebaixar o teto de um ambiente para passar fiação e tubulação ou, ainda, esconder uma viga, diria que seria mais conveniente “rebaixar” com gesso, madeira, por exemplo.

Custo e/ou tempo poderiam estar entre as principais limitação de um projeto. Aí, então, diria que o melhor seria pintar as tubulações e explorá-las no projeto. O custo seria imensamente menor.

Como seria possível, por exemplo, rebaixar um pé direito somente para obter um efeito mais acolhedor sem realizar grandes obras num tempo curto e com baixo custo?

Para se chegar a uma solução que resolva a questão e que, ao mesmo tempo, agrade o cliente, é preciso conhecer e dominar os elementos do Design. A utilização consciente de cores, luz, linhas, entre outras opções, ajudará a atinjir o resultado predeterminado, de maneira mais efetiva.

Exemplificando graficamente, o recurso de baixar o pé direito de um ambiente (A), poderia ser feito de modo “visual”, não real, utilizando-se diferentes alternativas.

Uma delas é a pintura do teto e do piso em tonalidade bem mais escura do que a das paredes(B). Essa solução pode ser conseguida com pintura do teto e do piso, ou com a substituição do revestimento do piso.

Reforçar as linhas horizontais também poderia ser uma outra opção. Pode ser alcançada com a pintura de listras nas paredes, colando-se molduras de madeira, ou revestindo a parede com papel listrado (C).

Esses são dois exemplos entre inúmeras outras opções disponíveis. Portanto, a pesquisa, o conhecimento e o domínio dos elementos do design são fundamentais em qualquer projeto de interiores.

sobre o autor
Arq. Miriam Gurgel

Formada em Arquitetura pela Universidade Mackenzie e em Treinamento e Avaliação pelo TAFE Austrália. Docente em diversas escolas no Brasil e na Austrália. Autora de 4 livros pela editora SENAC sempre com enfoque nas áreas de Arquitetura e Design de interiores que têm se tornado referência em Portugal e no Brasil.