ATENDIMENTO (11) 26261594

Um novo Brasil urbano

Postado em Urbanismo ,     Escrito por Tadayuki Yoshimura    em público junho 9, 2015

No Brasil, cujo cenário urbano conta com cerca de 250 cidades, com mais de 100 mil habitantes e grandes regiões metropolitanas, como a de São Paulo, Campinas, Santos, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador, Recife e Belo Horizonte, a verticalização das construções é inevitável.

A tendência é crescente e, ao que parece, irreversível no curto prazo, se levarmos em conta o alto grau de aquecimento do mercado imobiliário, motivado pelo baixo desemprego, inclusão socioeconômica e programas de incentivo à casa própria, como o “Minha Casa Minha Vida”.

Alguns estudos mostram que, desde 2003, 50 milhões de pessoas, população superior à da Espanha, ingressaram no mercado consumidor brasileiro. Aponta, ainda, que, nos últimos 21 meses, até maio de 2011, as classes C e AB cresceram 11,1% e 12,8%, respectivamente. Nesse período, 13,3 milhões de habitantes foram incorporados às classes AB e C, somando-se aos 36 milhões que ascenderam entre 2003 e 2009.

O expressivo volume de prédios residenciais em construção, para atender à demanda relativa aos novos consumidores, representa, sob um olhar urbanístico, uma excelente oportunidade de implementar o conceito de construção verde. O Brasil vivencia, sem dúvida, uma possibilidade ímpar de converter o aquecimento do mercado imobiliário num formidável processo de transformação das cidades, pontuado pela construção de edifícios sustentáveis e adequados à necessidade de preservar o meio ambiente.

Esses prédios, basicamente, devem conciliar conforto, qualidade da vida e os preceitos da sustentabilidade. Tais conceitos referem-se a distintos aspectos do prédio, a começar pela eficiência energética. É importante contar com alternativas de energia, como a solar, já estabelecida pela legislação, e buscar fontes alternativas que garantam a iluminação em caso de acidentes, a racionalização do consumo e a busca da eficiência total. Outro item essencial refere-se à água. O fato de o Brasil ter a maior reserva hídrica do Planeta, não significa que se deva desperdiçar o mais precioso dos líquidos.

Finalmente, é imprescindível que, em cada prédio, seja feita a coleta seletiva eficaz do lixo. O sistema ideal seria que esses resíduos separados fossem transportados a um “ecoponto” próximo, para a redução dos custos operacionais da logística, que são caros. Esta prática é essencial para o sucesso da Lei nº 12.305, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), contribuindo para a destinação ecologicamente correta dos rejeitos do consumo, responsabilidade que deve ser compartilhada pela indústria e o varejo. Essa legislação, que também prevê a erradicação dos “lixões” do país até 2014 e a construção de edifícios verdes em grande escala, pode representar, em curto prazo, a edificação de um novo Brasil urbano

sobre o autor
Tadayuki Yoshimura
No Brasil, cujo cenário urbano conta com cerca de 250 cidades, com mais de 100 mil habitantes e grandes regiões metropolitanas, como a de São Paulo, Campinas, Santos, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador, Recife e Belo Horizonte, a verticalização das construções é inevitável.
Termos e Condições
Contrato de Prestação de Serviços pela AEA Educação Continuada Data-Limite 1. As inscrições para os cursos se encerram 7 dias antes do início das aulas. Excepcionalmente, desde que existam vagas disponíveis, serão aceitas inscrições após a data limite. 2. A data-limite não garante a disponibilidade de vagas. Por isso, recomendamos a efetivação da inscrição/pagamento com antecedência.   Política de Descontos da AEA Educação Continuada 3. A AEA Educação Continuada oferece descontos às seguintes categorias, comprovada a condição mediante apresentação do documento competente, conforme o caso: (i) Grupos de profissionais (3 ou mais inscritos): 10% (ii) Estudantes de graduação e professores: 15%, não sendo aplicado à pós-graduação. (iii) Desconto para pacote de cursos: 10% para inscrições em 2(dois) cursos; 15% para inscrições em 3(três) cursos; 20% para inscrições em 4(quatro) ou mais cursos; 4. Os descontos mencionados nos itens (i, ii, iii) não são cumulativos e se aplicam ao pagamento à vista ou parcelados. Em todas as situações, prevalece o maior desconto.   Desconto especial por antecipação de inscrição  5. Inscrições pagas até 45 dias antes da data de início do curso receberão desconto de 10%, cumulativo em relação ao eventual desconto aplicado com base na “Política de Descontos da Academia” (itens 3 e 4 acima).   Reagendamentos 6. Os cursos da AEA Educação Continuada são ministrados a turmas abertas, formadas por adesão dos interessados. Por isso, a realização do curso depende da inscrição de um número mínimo de participantes, Na hipótese de quorum insuficiente, impossibilidade de comparecimento do professor ou outros imprevistos, a AEA Educação Continuada reagendará o curso, para a data mais próxima possível, a fim de preservar o melhor interesse de todos. 7. Excepcionalmente, a AEA Educação Continuada poderá substituir o professor inicialmente contratado por outro profissional, igualmente qualificado, a fim de preservar o melhor interesse de todos e contornar imprevistos ou conflitos de agenda. 8. Em caso de reagendamento, a AEA Educação Continuada avisará todos os inscritos, por e-mail, informando a nova data, razão pela qual o participante deve manter seu cadastro atualizado, informando o e-mail de contato que acesse com mais freqüência. O inscrito será automaticamente realocado na nova turma do curso de interesse, podendo solicitar a transferência da inscrição para outro curso ou a devolução dos valores pagos. Por isso, recomendamos atenção aos comunicados eletrônicos da AEA Educação Continuada no período que antecede a data prevista para a realização do curso. Especialmente em caso de viagens, antes de se deslocar, solicitamos entrar em contato com a AEA Educação Continuada, a fim de confirmar as informações sobre data e local do curso, evitando transtornos.   Cancelamentos 9. As inscrições poderão ser canceladas, com a devolução dos valores pagos, a pedido do interessado até 10 dias corridos antes do início do curso. 10. No caso de inscrições canceladas, a pedido do interessado, com prazo inferior a 10 dias corridos antes do início do curso, não haverá devolução do valor pago, e o inscrito poderá transferir integralmente o seu crédito para outra turma interesse, pagando eventual diferença, se houver. No caso de não comparecimento no curso (no show), ou de comunicação de não comparecimento, e prazo inferior a 2 dias antes da data de início do curso, por qualquer motivo, 80% do valor total da inscrição (e não da parcela paga, em caso de pagamento parcelado) poderá ser transferido para outro curso oferecido pela AEA Educação Continuada, mas não haverá devolução de valores pagos. Os 20% restantes serão retidos como multa tendo em vista os custos antecipadamente despendidos para possibilitar a participação do inscrito. 11. Destacamos que em caso de inobservância dos comunicados da AEA Educação Continuada (especialmente nos termos do item 8 acima) não haverá reembolso de nenhuma espécie de despesas, incluindo, mas não se limitando a, passagem aérea e rodoviária, combustível, pedágio, locação de veículos, hospedagem, alimentação e outras.   Devolução de valores 12. Nas hipóteses de devolução de valores, o depósito do valor será realizado em 10 dias úteis, contados do envio do comprovante de pagamento e dos dados bancários do favorecido (agência, conta bancária, nome do titular da conta e CPF/CNPJ). 13. Será devolvido apenas o valor principal das parcelas pagas, deduzidas as despesas havidas com a operadora do cartão de crédito, emissão ou reemissão de boletos e tarifas bancárias. 14. Caso seja solicitada a reemissão de boletos, o valor das tarifas bancárias serão incluídos no valor do novo título.   Mora e inadimplemento 15. Os boletos emitidos para os cursos realizados, com data de pagamento posterior ao encerramento do evento, e não pagos até a data do seu vencimento, estarão sujeitos a multa de 2%, juros e correção monetária de 5% ao mês, e após 3 (três) dias serão automaticamente encaminhados ao cartório de protesto de título. 16. O aluno que, por qualquer motivo, cancelar a sua inscrição fora do prazo mencionado no item 9 ou deixar de comparecer ao curso, não se sujeita ao acima mencionado, mas permanece adstrito ao sistema de transferência de crédito descrito nos itens 8 e 10. 17. Caso a AEA Educação Continuada tenha que realizar a cobrança de quaisquer valores devidos em decorrência deste Contrato, a mesma poderá cobrar o reembolso de todas as despesas incorridas por conta de cobrança, judicial ou extrajudicial, de tais valores, incluindo custos de postagem de carta de cobrança, cobrança telefônica e despesas cartorárias.

AEA Cursos Ltda. São Paulo,