ATENDIMENTO(11) 26261594

Conforto Térmico das Edificações

Esse é o segundo curso da AEA que participo, e assim como no primeiro, o curso de Arquitetura de Hospitais, Clínicas e Laboratórios, atendeu 100% das minhas expectativas.

André Maxwell Mendes, Arquiteto

Introdução

A crise energética no início dos anos 70, somada às preocupações ambientais desde a conferência internacional Rio 92, entre outros importantes eventos, regionais e mundiais, favoreceu as preocupações em diversas áreas para o menor consumo energético com menor impacto ambiental no planeta, como veremos no Curso de Conforto Térmico das Edificações.

Neste sentido, o aparecimento dos selos de certificação energética e ambiental a partir do final dos anos 90 e principalmente a partir do início do século XXI busca criar parâmetros de avaliação das intervenções humanas no meio ambiente e garantir que as mesmas tenham um menor impacto possível para toda a sociedade. A arquitetura e a construção civil de maneira geral não podem ficar fora deste processo.

O Curso de Conforto Térmico das Edificações mostrará como a EEE – Eficiência Energética dos Edifícios foi, historicamente, a primeira iniciativa mundial em busca de um mundo mais sustentável e foi gerada a partir da primeira grande crise do petróleo de 1973. Neste contexto, o Conforto Térmico desempenha papel muito importante, pois está relacionado diretamente às decisões de projeto e à construção. Com impactos diferentes, dependendo do lugar de inserção da edificação, o Conforto Térmico é a principal variável de avaliação do consumo de energia, e o aumento de sua eficiência é hoje em dia uma prioridade, inclusive do ponto de vista de políticas públicas, como por exemplo, no Brasil, por meio do certificação energética do PROCEL/EDIFICA (lançado em 2003), sob a chancela do Ministério de Minas e Energia/ELETROBRÁS.

O Curso de Conforto Térmico de Edificações irá incorporar em suas práticas profissionais e acadêmicas de projeto os fundamentos da adequação da Arquitetura ao clima, principalmente no que se refere às tomadas de decisão sobre a questão do conforto térmico: determinação da carga térmica global dos ambientas, avaliação dos potenciais de resolução dos problemas térmicos por meio de estratégias passivas de projeto, dimensionamento correto da carga térmica de ar-condicionado e ventilação mecânica (quando necessárias) e, evidentemente, a avaliação das exigências humanas e funcionais para conforto de verão e inverno avaliadas por meio objetivo de índices de conforto.

O Curso de Conforto Térmico das Edificações tem caráter teórico-conceitual e prático (por meio de exercícios de projeto de prancheta e também por meio de softwares).

Fatores pelos quais os estudos de conforto térmico são importantes:

1. A satisfação do homem permitindo-lhe se sentir termicamente confortável;

2. A performance humana: As atividades intelectuais, manuais e perceptivas, geralmente apresentam um melhor rendimento quando realizadas em conforto térmico;

3. A conservação de energia: Ao conhecer as condições e os parâmetros relativos ao conforto térmico dos ocupantes do ambiente, evitam-se desperdícios com aquecimento e refrigeração, muitas vezes desnecessários.

Course Content

Course Content