fbpx

Curso I – Patologias dos Sistemas Prediais, Hidráulicos e Sanitários

Esse é o segundo curso da AEA que participo, e assim como no primeiro, o curso de Arquitetura de Hospitais, Clínicas e Laboratórios, atendeu 100% das minhas expectativas.

André Maxwell Mendes, Arquiteto
Patologias dos Sistemas Prediais Hidráulicos e Sanitários, O CURSO. (Baseado no livro do Prof. Roberto, edição revista e ampliada, que será lançado no final de 2021)  O projeto hidráulico é indispensável em uma obra, pois evita inúmeros erros na montagem das instalações. Quando o assunto é hidráulica, além de um bom projeto é necessário o emprego de materiais de qualidade comprovada, pois os reparos no sistema de canalizações sempre apresentam custos elevados. Para se ter uma ideia da negligência com relação ao projeto e à execução das instalações hidráulico-sanitárias, de acordo com várias pesquisas estima-se que o maior percentual de patologia dos edifícios é decorrente de problemas relacionados com as instalações hidráulicas prediais, e a maior parte dessas falhas tem origem no projeto e na execução das instalações. Pelo fato de as instalações do edifício ficarem embutidas (ocultas), pouca importância é dada a seu projeto, sendo muito comum a execução de obras ricas em improvisações e gambiarras na busca de maior economia utilizando-se materiais de qualidade inferior que, somado à baixa qualificação da mão de obra, acaba por comprometer a qualidade no final da obra. É importante ressaltar que a ocorrência de patologia nas edificações implica em custos adicionais, ações jurídicas e perda de notoriedade de Marca. O curso de Patologias dos Sistemas Hidráulicos e Sanitários foi desenvolvido com a finalidade de apresentar a engenheiros, arquitetos, alunos dos cursos de Engenharia e Arquitetura, construtores e todos os profissionais envolvidos na construção civil uma visão conceitual mais didática, prática e simplificada das principais patologias que ocorrem nos subsistemas das instalações prediais hidráulicas e sanitárias, bem como ressaltar que o estudo das manifestações patológicas não reside somente na possibilidade da atuação corretiva, mas na possibilidade da atuação preventiva, especialmente quando elas têm por causa falhas no processo de produção dos respectivos projetos de engenharia.

Course Content