ATENDIMENTO(11) 26261594

Patologias em Sistemas Prediais Hidráulico-Sanitários

Esse é o segundo curso da AEA que participo, e assim como no primeiro, o curso de Arquitetura de Hospitais, Clínicas e Laboratórios, atendeu 100% das minhas expectativas.

André Maxwell Mendes, Arquiteto

Introdução

Existem diversas causas de patologias endógenas em sistemas prediais hidráulico-sanitários, ou seja, originadas por fatores inerentes à própria edificação, tais como: falhas de projeto, falhas de execução, qualidade dos materiais e uso das instalações.Aprenda através do Curso de Patologias em Sistemas Prediais Hidráulico-Sanitários a identificar as patologias e a correção e prevenção dos problemas

Estima-se que 75% das patologias da construção são decorrentes de problemas relacionados com as instalações prediais de água e esgoto. Aprenda no Curso de Patologias em Sistemas Prediais Hidráulico-Sanitários, o que os profissionais da área têm que conhecer profundamente, as causas desses problemas que aparecem durante a execução da obra ou durante o uso das instalações prediais após a obra concluída, para que possam traçar um perfeito diagnóstico e com isso propor as melhores soluções técnicas para correção destes problemas.

Se familiarize, no Curso de Patologias em Sistemas Prediais Hidráulico-Sanitários, com a Lei 8.078/90, em vigor desde 11 de março de 1991, que dispõe sobre a Proteção do Consumidor, conhecida como “CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR-CDC”, na qual o CREA/SP apresentou para os profissionais o Manual do Profissional que leva ao conhecimento da classe as modificações que a referida lei impôs ás relações de consumo como um todo. Essas modificações obrigaram uma mudança de comportamento do profissional em relação aos seus clientes, compelindo os profissionais técnicos, não somente da área de engenharia e arquitetura, mas de todos os segmentos da sociedade, a um esforço no sentido de um maior aprimoramento, qualificação e desenvolvimento, eliminando do mercado aqueles que não se adequaram aos rigores da nova lei.

A ocorrência de patologias nas edificações implica em custos adicionais, ações jurídicas e perda de notoriedade de Marca. Segundo dados do PICCHI (1993), 5% do custo total da obra é o valor que a empresa gasta para “reparos em obras entregues a clientes”.

É importante ressaltar que o estudo das patologias freqüentes em sistemas prediais hidráulico-sanitários não reside somente na atuação corretiva, mas na possibilidade da atuação preventiva, especialmente quando elas têm por causa falhas no processo de produção dos respectivos projetos de engenharia.

Por outro lado, existe uma carência de bibliografia que atenda às necessidades de aprendizado e consulta sobre as freqüentes patologias que ocorrem em sistemas prediais de água fria e quente, esgoto e águas pluviais.

Course Content