O que você irá aprender

  • A importância do projeto e execução das instalações prediais, tendo em vista que, de acordo com várias pesquisas e diversos autores, o maior percentual de patologia da construção corresponde aos problemas relacionados às instalações hidráulicas e sanitárias;
  • Fundamentos teóricos e soluções práticas sobre as manifestações de patológicas dos Sistemas Prediais Hidráulicos e Sanitários e suas causas, visando a prevenção de falhas e adoção de medidas adequadas de reparos;
  • Erros frequentes de projeto e execução das instalações prediais que causam patologias e como corrigir falhas já existentes nas edificações;
  • Ressaltar que o estudo das manifestações patológicas não reside somente na atuação corretiva, mas na possibilidade da atuação preventiva;
  • As principais manifestações patológicas que ocorrem nos sistemas prediais de água fria e quente, esgoto e águas pluviais.

Público alvo

Engenheiros, arquitetos, projetistas de instalações prediais hidráulicas e sanitárias, alunos dos cursos de engenharia civil e arquitetura e urbanismo e todos os profissionais que trabalham na construção civil.

Duração

8 horas

Modalidade

Online ao vivo

VÍCIOS CONSTRUTIVOS, DEFEITOS E DANOS

  • Considerações gerais
  • Prazos para reclamação de vícios e defeitos
  • Responsabilidade do profissional pela reparação dos danos causados
  • Importância da inspeção e manutenção das instalações prediais

PATOLOGIA DOS SISTEMAS HIDRÁULICOS E SANITÁRIOS

  • Considerações gerais
  • Falhas de projeto
  • Falhas de concepção sistêmica
  • Falhas de compatibilização com os projetos arquitetônico e estrutural
  • Erros de dimensionamento
  • Falhas de execução e uso de material inadequado
  • Desgaste pelo uso das instalações

PATOLOGIA DAS INSTALAÇÕES DE ÁGUA FRIA

  • Considerações gerais
  • Manifestações patológicas em reservatórios de água fria
  • Falta d’água nas instalações
  • Patologia decorrente da qualidade da água do sistema predial
  • Problemas com a pressão nas instalações prediais de água fria
  • Pressão insuficiente para a alimentação do reservatório
  • Patologia de sistemas de recalque
  • Manifestações patológicas em bombas centrífugas
  • Pressão na rede predial em desconformidade com a NBR 5626
  • Pressões mínimas e máximas em sistemas prediais
  • Dispositivos controladores de pressão nas instalações prediais
  • Manifestações patológicas em pressurizadores
  • Manifestações patológicas em válvulas redutoras de pressão
  • A influência das perdas de cargas no cálculo da pressão dinâmica
  • Vazão insuficiente nos pontos de utilização de água
  • Incidência de ar nas tubulações
  • Vazamentos nas tubulações
  • Detecção de vazamentos não visíveis
  • Vazamentos causados pelo fenômeno do “par galvânico”
  • Vazamentos em tubos e conexões unidos por juntas soldáveis
  • Vazamentos causados por rupturas em tubulações de PVC
  • Vazamentos causados por ruptura das conexões
  • Vazamentos em torneiras
  • Vazamentos em torneiras de acionamento por sensor
  • Vazamentos em torneiras de acionamento por sensor
  • Manifestações patológicas em válvulas de descarga
  • Ruídos e vibrações nas instalações prediais de água fria
  • Ruídos e vibrações provenientes das bombas de recalque
  • Ruídos e vibrações decorrentes do funcionamento das instalações
  • Ruídos causados pelo golpe de aríete
  • Rupturas causadas por sobrepressão (golpe de aríete)
  • Entupimento das tubulações pela presença de incrustações
  • Entupimento de chuveiro

PATOLOGIA DAS INSTALAÇÕES DE ÁGUA QUENTE

  • Considerações gerais
  • Principais causas de patologia
  • Uso inadequado de materiais
  • Uso obrigatório do cobre
  • Corrosão de tubos metálicos
  • Deformação causada por temperatura e pressão excessiva
  • Deformação da tubulação de água fria por retorno de água quente
  • Rupturas causadas pelo efeito da dilatação e contração térmica
  • Demora na chegada de água quente no ponto de consumo
  • Aquecimento insuficiente de água
  • Patologia dos aquecedores
  • Perda térmica devido ao desempenho dos aquecedores
  • Problemas relacionados ao desempenho de aquecedores a gás
  • Vazamentos em aquecedores a gás
  • Problemas relacionados ao desempenho de aquecedor solar
  • Manutenção do sistema
  • Vazamentos em reservatório térmico
  • Oscilações nas temperaturas dos aparelhos providos de água quente
  • Perda repentina de temperatura da água

PATOLOGIA DAS INSTALAÇÕES DE ESGOTO

  • Considerações gerais
  • Mau cheiro nas instalações de esgoto
  • Rompimento do fecho hídrico dos desconectores
  • Vedação inadequada ou ausência da saída da bacia sanitária
  • Sistema ineficiente de vedação de caixas de inspeção e de gordura
  • Ausência ou ventilação incorreta do sistema de esgoto
  • Acesso de esgoto no sistema de ventilação
  • Deformações em tubulações de esgoto
  • Flechas excessivas nas tubulações
  • Patologia decorrente de interfaces com os elementos estruturais
  • Vazamentos em tubulações aparentes;
  • Vazamentos em tubulações embutidas
  • Vazamentos em tubulações enterradas
  • Vazamentos em pé de coluna
  • Vazamentos em aparelhos sanitários
  • Vazamentos em ralos.
    Retorno de espuma em lavanderias (áreas de serviço)
  • Refluxo de águas servidas para o sistema de consumo
  • Retorno de esgoto pela caixa sifonada e bacia sanitária
  • Entupimentos das tubulações de esgoto
  • Entupimento na cozinha
  • Entupimento na área de serviço (lavanderia)
  • Entupimento no banheiro
  • Entupimento da bacia sanitária
  • Entupimento do lavatório e ralo do box
  • Entupimento em subcoletores de esgoto
  • Entupimento causado pelo uso inadequado do TE
  • Obstrução de tubulações por ausência de declividade
  • Entupimento do coletor predial

PATOLOGIA DAS INSTALAÇÕES DE ÁGUAS PLUVIAIS

  • Considerações gerais
  • Infiltração de água em telhado
  • Transbordamento por seção insuficiente de calhas
  • Transbordamento de calha por ausência de declividade
  • Transbordamento em calha por seção insuficiente de condutores
  • Transbordamento por entupimento dos condutores
  • Vazamentos em calhas por falhas de execução
  • Infiltração de água em telhado por erros na colocação de rufos
  • Vazamentos em condutores verticais
  • Rupturas em tubos por subpressão (vácuo)
  • Ressecamento de condutores aparentes (expostos ao sol)
  • Vazão concentrada de água sobre telhados
  • Ligação clandestina de águas pluviais em rede de esgoto
  • Uso inadequado de águas pluviais em sistemas prediais.
  • Prof. Eng. Roberto de Carvalho Junior
    Engenheiro civil, licenciado em Matemática, com habilitação em Física e Desenho Geométrico. Pós graduado em Didática do Ensino Superior. Mestre em Arquitetura e Urbanismo e Mestre em Hidráulica e Saneamento.

    Projetista de Instalações Prediais desde 1982, já elaborou inúmeros projetos de edificações de médio e de grande porte, executados em várias cidades do Brasil.
    Desde 1994, atua na área acadêmica, em faculdades de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil, como professor universitário das disciplinas de instalações prediais.
    É palestrante e autor dos livros “Instalações Hidráulicas e o Projeto de Arquitetura”; “Instalações Elétricas e o Projeto de Arquitetura”; “Patologias em Sistemas Hidráulico-Sanitários”, “Instalações Prediais Hidráulico-Sanitárias – Princípios básicos para elaboração de projetos” e Interfaces Prediais. Todos os livros editados pela Blucher.
    É autor de diversos artigos e publicações em vários jornais e revistas do país voltadas a construção civil, falando especificamente sobre assuntos relacionados a sua área de atuação.
    Atualmente, trabalha na área acadêmica e como consultor independente.

Horários – 4a e 5a feira
Início: 14h
Encerramento: 18h

O que está incluso

  • Material didático de apoio, digital em PDF (disponibilizado por e-mail aos participantes em até 24 horas da data de início do curso).
  • Certificado de Participação digital – Para cada inscrição, será emitido um único Certificado de Participação digital, que será entregue no prazo de até 15 dias após a conclusão do curso. (Favor atentar a correta grafia do seu nome no ato da inscrição online).

Informações gerais

  • O programa tem duração de oito horas, distribuídas em 2 dias, em módulos de quatro horas cada.
  • O evento será realizado online e transmitido ao vivo pela internet.
  • O link de acesso à sala de aula virtual será enviado por email até 1 hora antes da transmissão oficial.
  • O conteúdo será exibido ao vivo em apresentação única.
  • Você poderá participar a partir de qualquer computador conectado à rede e poderá interagir em tempo real.