O que você vai aprender

  1. Como é composto o ambiente Socioeducativo, programa de necessidades, zoneamento, funcionamento, acessibilidade, questões de segurança e de humanização;
  2. Dimensionar o edifício Socioeducativo de acordo com as normas Internacionais e do SINASE;
  3. Tendências na arquitetura  Socioeducativa;
  4. O processo de projeto que apoia o desenvolvimento de uma arquitetura  Socioeducativa de qualidade.


Como você vai se beneficiar

  1. Ter acesso a uma bibliografia atualizada sobre Arquitetura Socioeducativa;
  2. Saber dimensionar unidades nos seus aspectos físico e administrativo;
  3. Habilidade para desenvolver projetos de diversos tipos de estabelecimentos;
  4. Capacidade para elaborar planos diretores para sistemas estaduais e unidades que necessitam de ampliações e reformas;
  5. Dominar o conhecimento sobre os sistemas construtivos mais adequados para cada caso.

 

Público-alvo

Arquitetos e urbanistas, designers, construtores, engenheiros civis e estudantes de último anos destas áreas, servidores públicos de todas as esferas e poderes.

 

Carga Horária

24 horas

I. Introdução

a) Conceitos de Segurança vigentes no Sistema Brasileiro
b) Aspectos jurídicos, sociais, psicológicos da Arquitetura Socioeducativa
c) Conceitos de Humanização da arquitetura.

II. Arquitetura Socioeducativa na História

a) Europa, EUA, Países em Desenvolvimento
b) Brasil: Épocas e suas Tipologias

III. Políticas Públicas e Arquitetura Socioeducativa

a) Direitos Humanos e Sistema Socioeducativa no contexto internacional
b) Nova Lei SINASE e a arquitetura
c) Programas Nacionais relacionados ao Sistema Socioeducativo
d) Regime Diferenciado de Contratação RDC

IV. Configurações do Partido Arquitetônico

a) Concepção: Programa de necessidades, fluxogramas, organogramas, Setores
de segurança, setores de humanização.
b) Procedimentos para utilização do edifício
c) planos horizontais e verticais
d) estratégias de conforto ambiental relacionados com a saúde
e) taxa de ocupação, construção convencional e construção industrializada
f) Particularidades das instalações prediais, Equipamentos

V. Tendências da Arquitetura Socioeducativa

a) Humanização x segurança
b) Inserção do edifício na cidade
c) Conforto Ambiental e Climatologia urbana
d) Parcerias Público-Privadas (PPP) e as peculiaridades da arquitetura

VI. Mini-consultoria de Projetos arquitetônicos

a) Análise de aspectos dos Códigos de Obras Municipais para implantação de unidades socioeducativas
b) Aspectos estruturais e infra-estruturais do projeto de arquitetura.
c) Discussão e problematização da proposta arquitetônica apresentada
d) Relações de Habitabilidade e de Urbanidade no Projeto arquitetônico apresentado.

  • Profa. Dra. Suzann Flavia Cordeiro de Lima
    Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Alagoas em 2005. Pós-doutoranda em Criminologia pela Katholieke Universiteit Leuven, Belgica, Possui Doutorado em Psicologia (Psicologia Cognitiva) pela Universidade Federal de Pernambuco em 2009. Atualmente é Professora Adjunta da Universidade Federal de Alagoas e coordenadora do núcleo de Estudos de Projetos Especiais (NUPES). Consultora na área de Arquitetura Penal e Sócio-educativa. Autora de vários projetos arquitetônicos e consultorias de Unidades Penais no Brasil e fora do país (África, América Latina). Membro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária – CNPCP (2011-2013) Docente do Programa de Pòs-graduação em Dinâmicas do Espaço Habitado (DEHA), FAU/UFAL.

Horários
Início: 08h30
Coffee break: 10h30 às 10h45
Almoço: 12h30 às 14h00
Coffee break: 16h30 às 16h45
Encerramento: 18h00
Obs.: Cada hora/aula tem 50 minutos de duração.
O que está incluso
Apostila Digital em PDF (disponibilizada por e-mail aos participantes em até 24 horas da data de início do curso, como anexo ou via link em nuvem)
Material de Apoio;
Serviço de Coffee-breaks;
Certificado de Participação digital (atentar a correta grafia do seu nome na lista presença que circulará no primeiro dia de curso)
Observações
Recomendamos levar Notebook ou Tablet/IPAD, com adaptador para a nova tomada “PADRÃO BRASILEIRO”;
Na hipótese de quórum insuficiente, impossibilidade de comparecimento do professor, imprevistos ou motivos de força maior, a AEA Educação Continuada se reserva ao direito de cancelar ou reagendar o curso programado visando preservar o melhor interesse de todos;
Especialmente, em caso de viagens, antes de se deslocar, solicitamos entrar em contato, a fim de confirmar as informações sobre data e local do curso, evitando transtornos;
Em caso de cancelamento, a AEA Educação Continuada avisará a todos os inscritos (através de e-mail), e devolverá integralmente os valores pagos pela inscrição;
O inscrito poderá solicitar o cancelamento da sua inscrição, via e-mail, até 10 (dez) dias antes do início do curso. Neste caso, os valores pagos serão devolvidos.
Em todos os casos, recomendamos a leitura atenta, e integral, do Contrato de Adesão aceito no ato da efetivação da inscrição online.

Formas de Pagamento