O que você vai aprender

  • Noções gerais e específicas dos subsistemas do Light Steel Frame, como: a estrutura, a vedação, cobertura e acabamento;
  • Os principais materiais que são utilizados no Light Steel Frame e seu correto manuseio e instalação;
  • Detalhes construtivos acerca dos subsistemas;
  • Boas práticas de execução;
  • Noções gerais de projetos no que se refere à arquitetura e modulação da estrutura em conjunto com as vedações;
  • Noções gerais de comportamento estrutural no que se refere ao desempenho dos elementos frente às solicitações de carga;
  • Noções de planejamento e controle de obras, mostrando que o Light Steel Frame, sendo um sistema industrializado, não admite atrasos e retrabalhos no canteiro.

Como irá se beneficiar

  • O participante passará a ter um grande diferencial no mercado da construção, devido ao fato de que irá compreender a concepção, funcionamento e gestão de um sistema construtivo em pleno desenvolvimento no Brasil;
  • O participante deterá o conhecimento sobre um sistema construtivo que poucas pessoas conhecem ou dominam no país, o que favorece a abertura de novos mercados;
  • A empresa que utiliza o Light Steel Frame consegue entregar casas em um tempo que é significativamente reduzido em relação às obras convencionais, com ganhos expressivos de qualidade e lucratividade;
  • O participante irá notar que o Light Steel Frame abre espaço para novas práticas na construção civil, especialmente aquelas relacionadas com a inovação, permitindo, inclusive, a produção das casas numa fábrica.

Público alvo

Engenheiros civis, Gerentes de contratos (obras), Empresários e Empreendedores da construção civil (construtoras e firmas de projeto), Arquitetos e estudantes destas áreas.

Duração

20 horas

Noções gerais a respeito dos conceitos básicos do Light Steel Frame: neste tópico são abordadas e discutidas com os participantes as origens do sistema construtivo e como se deu a evolução para o uso do aço englobando, inclusive, questões relativas a sustentabilidade do sistema.

Os principais materiais, peças e ferramentas: aqui são apresentados os principais materiais e componentes que o Light Steel Frame faz uso. Essa apresentação é feita a partir da apresentação de seus subsistemas (fundações, estrutura, instalações, etc.) onde, também, sugere-se o uso das ferramentas mais adequadas para cada atividade.

Melhores práticas de construção: são discutidos com os participantes questões relativas ao modo como o Light Steel Frame é trabalhado no mundo e no Brasil. Também são apresentados casos contendo erros comuns em obras que utilizaram esse sistema construtivo.

Noções básicas de projeto, planejamento e gerenciamento: neste tópico são apresentadas noções gerais de projeto, envolvendo a modulação das paredes para o uso adequado dos montantes e o comportamento da estrutura. Destaca-se que não é abordado o dimensionamento do Light Steel Frame, sendo feita apenas uma explanação de como a sua estrutura se comporta. Com relação ao planejamento e gerenciamento, é feito um link entre o potencial do Light Steel Frame e o uso das ferramentas da Construção Enxuta (seus conceitos gerais também são apresentados), com o intuito de se mostrar as características de industrialização e inovação desse sistema no âmbito gerencial.

  • Prof. Dr. André Luiz Vivan
    Prof. Dr. André Luiz Vivan
    Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de São Carlos (2008), mestrado em Construção Civil pela Universidade Federal de São Carlos (2011) e doutorado em Estruturas e Construção Civil pela Universidade Federal de São Carlos (2016). Desenvolve pesquisas relativas a esforços de industrialização dos processos de construção de habitações unifamiliares, atuando principalmente nos seguintes temas: lean construction, simulação computacional de processos e sistema construtivo Light Steel Frame, além do desenvolvimento de tipos específicos de projetos voltados para processos de construção, como o Design for Assembly e o Design for Manufacture com o objetivo de reduzir ciclos de produção e custos. Também atua na área de planejamento e controle de obras com linha de pesquisa voltada para a aplicação da Teoria Dinâmica Não-Linear na avaliação do desempenho de canteiros de obras com o uso de simulação computacional e numérica de processos.

Horários
Início: 08h30
Coffee break: 10h30 às 10h45
Almoço: 12h30 às 14h00
Coffee break: 16h30 às 16h45
Encerramento: 18h00

O que está incluso
Apostila Digital em PDF (disponibilizada por e-mail aos participantes em até 24 horas da data de início do curso)
Material de Apoio;
Serviço de Coffee-breaks;
Certificado de Participação digital (atentar a correta grafia do seu nome na lista presença que circulará no primeiro dia de curso)

Observações
Levar Notebook ou Tablet/IPAD, com adaptador para a nova tomada “PADRÃO BRASILEIRO”;
Na hipótese de quórum insuficiente, impossibilidade de comparecimento do professor, imprevistos ou motivos de força maior, a AEA Educação Continuada se reserva ao direito de cancelar ou reagendar o curso programado visando preservar o melhor interesse de todos;
Especialmente, em caso de viagens, antes de se deslocar, solicitamos entrar em contato, a fim de confirmar as informações sobre data e local do curso, evitando transtornos;
Em caso de cancelamento, a AEA Educação Continuada avisará a todos os inscritos (através de e-mail), e devolverá integralmente os valores pagos pela inscrição;
O inscrito poderá solicitar o cancelamento da sua inscrição, via e-mail, até 10 (dez) dias antes do início do curso. Neste caso, os valores pagos serão devolvidos.
Em todos os casos, recomendamos a leitura atenta, e integral, do Contrato de Adesão aceito no ato da efetivação da inscrição online.